South Summit Brazil 2024

Em solenidade  no dia 16 de outubro de 20236/10), os realizadores do South Summit Brazil iniciaram os preparativos para a terceira edição nacional do evento. Durante o lançamento, foram anunciadas novidades e outros detalhes do evento de 2024, que será maior que os anteriores. Como correalizador, o governo do Estado tem se comprometido com a tarefa de impulsionar a inovação e promover o ambiente de negócios no Rio Grande do Sul.

O South Summit Brazil 2024 (SSB 2024) será realizado entre os dias 20 e 22 de março, com foco renovado em inovação, tecnologia e empreendedorismo. Originalmente criado na Espanha, o South Summit já conta duas edições consecutivas em solo gaúcho (2022 e 2023). Somente no último ano, o SSB recebeu 22 mil visitantes, mais de sete mil empresas e três mil startups participantes, além de 600 investidores, incluindo 30 fundos internacionais.

O governador Eduardo Leite ressaltou que os resultados das edições precedentes impressionaram, ajudando a consolidar o Rio Grande do Sul no mapa global da inovação. “A realização da terceira edição do South Summit nos motiva muito porque está perfeitamente conectado à nossa estratégia de posicionar o Estado, nacionalmente e internacionalmente, como um Estado de inovação e vocacionado para novas tecnologias”, disse.

Ele explicou que essa não é uma aspiração artificial de governos que tentam impor algo. “É a forma de darmos destaque a algo que já é uma característica do Estado e que pode ser constatada em seus parques tecnológicos, universidades, na iniciativa privada e no talento que nós temos aqui. As duas primeiras edições já foram muito exitosas, além de um aprendizado contínuo para o governo e a sociedade gaúcha”, complementou.

Leite em close com o microfone falando para a plateia. Um grande painel se encontra no fundo com uma projeção onde pode ser vista a logomarca do Estado e as palavras Rio Grande do Sul.
Leite disse que os resultados das edições anteriores impressionaram, ajudando a
consolidar o RS no mapa global da inovação – Foto: Maurício Tonetto/Secom

Os números ressaltam a importância do evento como uma plataforma para promover a inovação, fomentar o empreendedorismo e atrais mais investimentos para o Estado. O SSB se tornou referência para empresas que buscam oportunidades de crescimento e de colaboração no cenário global de tecnologia e inovação.

O vice-governador Gabriel Souza, que coordena o South Summit Brazil no âmbito do governo do Estado por meio do Gabinete de Projetos Especiais (GPE), destacou a relevância do evento para o desenvolvimento da sociedade gaúcha, bem como a vocação do Rio Grande do Sul para a inovação, o que está refletido na expectativa em relação aos números da próxima edição. São esperados 24 mil participantes, 1 mil investidores e 138 fundos de investimentos.

“É uma honra para todos nós sediar este que é o maior evento de inovação da América Latina e que representa um legado de contribuições econômicas e sociais para a nossa população e para as gerações futuras. Esperamos ter uma edição ainda mais forte e de números ainda mais históricos”, enfatizou o Gabriel.

A fundadora do South Summit, Maria Benjumea, enviou um vídeo de agradecimento ao governo do Rio Grande do Sul e a outras entidades que colaboraram para que o evento fosse iniciado no Brasil. Maria destacou a relevância do Estado no quesito desenvolvimento de inovação em nível global e elogiou o ecossistema inovador existente, o qual, desde o início, se empenhou para que o evento fosse bem-sucedido no país.

Novidades

Em um esforço para elevar ainda mais o patamar do SSB, a edição 2024 vai ter mudanças que vão transformar a experiência dos participantes. Entre as novidades apresentadas está a ampliação da área construída e útil com a integração de mais um armazém do Cais Mauá ao espaço do evento, que chegará a 38 mil m². A expansão vai proporcionar mais locais para exposições, palestras e interações.

O conforto dos participantes também é foco dos organizadores. Por isso, serão ampliadas as quantidades de áreas cobertas e de assentos nos painéis e nas exposições realizadas durante o evento. Outro ponto de destaque será o novo layout físico, que vai proporcionar uma circulação mais fluída e agradável.

O SSB 2024 também vai introduzir Meet Ups Regionais, a fim de gerar oportunidades para que os participantes se conectem com outros profissionais e empreendedores dentro de suas áreas geográficas. Os encontros também devem impulsionar a colaboração e a troca de conhecimentos entre diversas regiões.

Outra novidade anunciada foi a inclusão de três novas trilhas de conteúdo. Os palcos receberão temas como inteligência artificial e dados, no Intelligent & Complex Systems; digitalização do esporte, com a track Sportstech; e discussões sobre transição energética e infraestruturas sustentáveis, no Climatetech. O evento também vai contar com debates sobre Healthtech, Sustainability & ESG, Innovation & Ecosystem, Agritech & Foodtech, Humanity, Industry 5.0 e Fintech.

Um incremento significativo na participação de delegações estrangeiras deve ocorrer na edição do próximo ano. A ação tem sido desenvolvida por meio de uma colaboração com o Ministério das Relações Exteriores, proporcionando um fortalecimento nos laços comerciais e de inovação internacionais.

Cenário da Inovação

O Rio Grande do Sul tem se destacado como um polo de inovação no Brasil, com um cenário promissor. Segundo o Ranking de Competitividade dos Estados e Municípios, publicado pelo Centro de Liderança Pública, o Estado ocupa o 2º lugar em inovação no Brasil, com destaque para sua capacidade de estimular o crescimento e a criatividade.

O Estado abriga 138 instituições de nível superior, uma evidência do compromisso com a educação e a pesquisa de ponta. Além disso, conta com 44 incubadoras e 48 instituições científicas, tecnológicas e de inovação, proporcionando um ambiente propício para o desenvolvimento de startups e de pesquisas inovadoras.

No último ano, houve um crescimento expressivo no número de startups, com um aumento de 73%. Porto Alegre está entre os cinco ecossistemas mais promissores para startups na América Latina.

Os números também estão refletidos na qualidade da produção acadêmica. O Rio Grande do Sul é líder no país em produtividade, além de ser o Estado com o maior número de docentes com mestrado e doutorado.

Em termos de investimento, o governo do Estado destinou R$ 74,7 milhões para ações de inovação, ciência e tecnologia. Esses recursos foram distribuídos entre diferentes entidades, incluindo R$ 38 milhões para Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia (Sict), R$ 21,7 milhões pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs) e R$ 15 milhões para uma parceria entre a Secretaria de Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) e a Fapergs.

Texto: Thales Moreira/Secom
Edição: Rodrigo Toledo França/Secom
Foto: Maurício Tonetto/Secom