SHEIN oficializa produção de peças em Santa Catarina

O governador Jorginho Mello e secretários de Estado estiveram reunidos, nesta terça-feira, 5, com a diretora de Relações Exteriores da SHEIN, Anna Beatriz Lima. No encontro, no Centro Administrativo do Governo, foi oficializada a produção de peças em Santa Catarina, com a parceria de empresas locais. Inicialmente, foram mapeadas dezenas de empresas do setor têxtil, pela SHEIN para permitir esse trabalho.

Para o governador Jorginho Mello, é uma oportunidade de abrir mercados para as micro e pequenas empresas. “Uma empresa com essa envergadura tem condições de fomentar e proporcionar um exponencial de vendas para empresas catarinenses. Vai transformar a cadeia produtiva de Santa Catarina de pequenas e microempresas, tendo a oportunidade de vender para o mundo. Estou muito feliz com essa vinda da SHEIN e com o apoio que o Governo do Estado está dando. Santa Catarina ganha com isso. Queremos fazer com que quem produz e trabalha aqui possa expandir os seus negócios, ganhar mais e contratar mais funcionários.”

No encontro, a representante da empresa destacou o potencial de Santa Catarina. “A ideia é que a gente consiga construir, dentro do estado, uma forma de apoio para a nossa produção. Recentemente anunciamos que estamos trazendo a produção local para o Brasil. E esse é um dos motivos de vir até Santa Catarina. Queremos ser um terceiro mercado com a parceria das empresas já instaladas. A SHEIN não vem com a proposta de criar novas indústrias, mas de agregar e ajudar a desenvolver e construir o potencial produtivo existente. Reconhecemos a capacidade produtiva do estado e a vocação têxtil. Até 2026 queremos atingir outros países com a produção catarinense.”

A história da SHEIN, a proposta para Santa Catarina e o crescimento da marca pelo mundo foram apresentados ao governador Jorginho Mello e para o secretário Estado do Planejamento, Edgard Usuy, o secretário da Fazenda, Cleverson Siewet, o secretário da Indústria, do Comércio e do Serviço, Silvio Dreveck e para a gerente de Comércio Exterior da secretaria de Articulação Internacional (SAI), Raquel Monteiro.

O secretário de Estado do Planejamento, Edgard Usuy destacou que a logística de Santa Catarina foi um ponto forte para o avanço das negociações. “O mais importante na leitura da SHEIN foi a capilaridade que o Estado tem da distribuição das empresas têxteis em todo o território catarinense. Isso somado com a questão dos nossos portos, aeroportos e a nossa malha viária. Toda a possibilidade de exportação que existe em Santa Catarina, certamente, foi importante na decisão da SHEIN em começar a produção no nosso estado.”

Por Redação | SECOM

Foto: Roberto Zacarias / Secom