Jorginho Mello recebe lideranças empresariais de Santa Catarina para discutir avanços para o setor

Representantes das grandes empresas e de entidades ligadas ao setor produtivo de Santa Catarina estiveram reunidos nesta sexta-feira, 28, em um almoço de trabalho com o governador Jorginho Mello. O encontro foi promovido pelo Lide SC e discutiu a relevância da produtividade e inovação das empresas catarinenses para o desenvolvimento do Estado.

O governador destacou que o Estado já está investindo em áreas estratégicas para melhorar a economia, com a criação de novas secretarias ligadas ao setor produtivo catarinense. “Fui o autor do Pronampe nacional e agora estamos aplicando aqui em Santa Catarina novas políticas para ajudar o pequeno empreendedor. Além de criar linha de crédito o nosso pequeno agricultor”, destacou o Jorginho Mello.

Entre os temas abordados estavam a importância da conexão entre grandes indústrias e suas cadeias produtivas por micro e pequenas empresas, com objetivo de elevar a produtividade e a inovação e a geração de valor das organizações com impacto no desenvolvimento socioeconômico.

Santa Catarina é o segundo estado mais competitivo do país, segundo Ranking de Competitividade dos Estados, publicado pela ONG Centro de Liderança Pública (CLP). Com apenas 1,1% do território nacional e 3,4% da população brasileira, o estado catarinense é o quarto com maior faturamento em tecnologia, atrás apenas de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul.

O presidente do Lide SC, Delton Batista, ressaltou a importância desse tipo de encontro para fortalecer a parceria entre o setor privado e o setor público. “Reuniões assim agregam e muito na relação e na busca de políticas públicas para que possamos aumentar nossa competitividade em Santa Catarina e gerar mais empregos”, reforçou.

O estado já é o terceiro maior PIB do país e deverá assumir o segundo PIB per capita do Brasil em 2023 pelo IBGE. A força da economia pode ser percebida pelo fato do estado ter atingido o maior nível de emprego já alcançado por qualquer estado, com a menor taxa nacional de desemprego.

Por SECOM

Fotos: Ricardo Trida / Secom